«

»

Mai 26

A Xiaomi Mi Max 2 vai à caça do iPhone 7 Plus

… Com uma bateria maior do que a de uma tablet

Grande, mas compacto. Enorme, mas funcional. E acima de tudo, com uma grande bateria. De modo que este não lhe falta capacidade. A Xiaomi apresentou o seu novo telemóvel inteligente,  o Max 2, que tem um formato de dispositivo de segunda geração “phablet”. Isto é, a meio caminho entre um telemóvel e uma tablet.

A marca tem muito sucesso em mercados como a Ásia, e o formato continua a ter coisas interessantes para oferecer. A empresa chinesa decidiu apostar, sem dúvida, num dos aspectos mais controversos do móvel de hoje, a vida da bateria limitada. Aspecto que tem a muitos usuários no desespero, porque estas não duram o dia inteiro.

A bateria 

Para lidar com este problema, a marca asiática tem o pensamento de uma bateria de iões de lítio de alta capacidade, que excede de longe a integrada em muitos tablets. Com 5.300 miliamperes por hora, o dispositivo promete grande autonomia, embora deva ser notado que a maioria da energia é consumida em recursos, como iluminação do ecrã. Também incorpora um sistema de carregamento rápido, outro aspecto fundamental em telefones mais avançados.

O segundo aspecto que destaca, sem dúvida, é o seu design. O ecrã  de 6,44 polegadas é monstruoso, embora ainda não se tenha comprovado pessoalmente. A sua resolução é Full HD, algo possivelmente limitada pelo grande tamanho do painel escolhido. Quanto ao seu design, que lembra mesmo ao do iPhone 7 Além disso, este é feito de metal.

Em outros aspectos técnicos, a Xiaomi Mi Max 2 compensa a falta dos processadores mais avançados pela integração do Snapdragon 625, modelo Qualcomm que se move a 2 GHz e não é o mais poderoso do mercado, embora seja complementada com uma 4 GB de RAM, no papel, pode garantir o desempenho ideal. Na sua secção fotográfica destaca uma câmara única de 12 megapixels dupla flash, deixando de lado a configuração escolhida por outras propostas actuais que optaram para a câmara dupla. Consequentemente, um hardware decente.

Com impressão digital e sensor de impressão digital infravermelho, o terminal integra dois alto-falantes, o que proporciona um som estéreo , útil para o consumo multimédia de conteúdo e uma porta USB-C, um tipo de conexão já estabelecida no mercado. Quanto às suas versões, 64 e 128 GB de armazenamento, sem surpresa o preço está numa gama mais acessível e faz com que seja quase insuperável: 220 euros.